A OBRA POÉTICA DE BELCHIOR DIALOGOU COM OS BEATLES E TAMBÉM COM BOB DYLAN

Um dos maiores poetas não só da MPB, como da própria língua portuguesa, Belchior foi um artista do seu tempo, que sempre dialogou com ícones de sua geração, como os Beatles e Bob Dylan, mas também com grandes poetas como Carlos Drummond de Andrade e João Cabral de Melo Neto; as referências aos Beatles, em alguns casos, são explícitas, como em “a felicidade é uma arma quente”, em sua “Comentários a respeito de John”, e às vezes ocultas, como em “Velha Roupa Colorida”, “Fotografia 3×4” e “Medo de Avião”; “Apenas um Rapaz Latino Americano” também ecoa Bob Dylan, prêmio Nobel de Literatura, que assim como Belchior também foi um poeta-cantante
No ano em que Bob Dylan recebeu o Prêmio Nobel de Literatura, é hora de também reverenciar o grande poeta-cantante da música popular brasileira. Belchior, que partiu neste fim de semana, deixa uma obra para a eternidade. Não apenas pela qualidade de suas melodias, mas, sobretudo, pela força poética de suas letras.

Estudante de medicina que largou tudo para se tornar músico, Belchior foi fortemente influenciado por dois ícones de sua geração: os Beatles e Bob Dylan. E não seria exagero dizer que Belchior foi o Dylan brasileiro com suas letras literárias, fortemente imagéticas, que valem por romances e marcam o patrimônio cultural de um País, como em “Apenas um Rapaz Latino Americano”, aquele sem dinheiro no bolso, sem parentes importantes e vindo do interior, ou em “Alucinação”, que retrata “um preto, um pobre, uma estudante, uma mulher sozinha, blue jeans e motocicletas, pessoas cinzas normais, garotas dentro da noite, revólver: cheira cachorro, os humilhados do parque, com os seus jornais”.

Em “Fotografia 3×4”, Belchior ecoa Bob Dylan, mas também os Beatles de “She’s leaving home”. “Em cada esquina que eu passava um guarda me parava, pedia os meus documentos e depois sorria, examinando o 3×4 da fotografia e estranhando o nome do lugar de onde eu vinha”. Como não se emocionar com os versos finais de uma história vivida por tantos brasileiros:

A minha história é talvez
É talvez igual a tua, jovem que desceu do norte
Que no sul viveu na rua
Que ficou desnorteado, como é comum no seu tempo
Que ficou desapontado, como é comum no seu tempo
Que ficou apaixonado e violento como você
Eu sou como você
Eu sou como você

O diálogo entre Belchior e os Beatles foi, muitas vezes, explícito, como no verso “a felicidade é uma arma quente”, nos seus “Comentários a respeito de John”, que traduz o clássico “Happiness is warm gun”.

Em “Velha Roupa Colorida”, as referências são a Paul e a Poe – Paul McCartney e Edgar Allan Poe, em versos geniais, que aproximam o Blackbird dos Beatles do Corvo do poeta norte-americano.

Como Poe, poeta louco americano
Eu pergunto ao passarinho: Blackbird, o que se faz?
Raven never raven never raven
Blackbird me responde
Tudo já ficou pra trás
Raven never raven never raven
Assum-preto me responde
O passado nunca mais

Numa de suas canções de maior sucesso, “Medo de Avião”, Belchior, mais uma vez, presta reverência aos Beatles de “I wanna hold your hand”, num sentido jamais imaginado por Lennon e McCartney.

Mas Belchior, assim como Dylan, foi um poeta muito além dos limites da MPB. Seu verso “No Corcovado, quem abre os braços sou eu”, em Paralelas, é um dos mais tocantes da literatura em língua portuguesa. E poucas cenas são tão cortantes quanto os versos de “Na hora do almoço”, que ecoam Drummond. Ou também os de “A palo seco”, em que a palavra é uma lâmina cortante, como em João Cabral de Melo Neto.

Belchior não deve ser apenas homenageado e reverenciado. Deveria ser estudado em todas as escolas do País como um dos maiores poetas que o Brasil já produziu.

Abaixo, alguns de seus clássicos, que dialogam com Bob Dylan, com os Beatles e com Drummond e João Cabral.

Comentário a respeito de John (Saia do meu caminho)

 

 

 

LEONARDO ATTUCH ” BLOG 247″ ( BRASIL)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s