OS TENTÁCULOS DA CASTA DA JUSTIÇA NO SUPREMO FEDERAL

TSE-GilmarMendes-EunicioLiveira-RodrigoMaia-FotoSergioLima-09mai2017.

Janot pediu saída de Gimar do caso Eike e esquentou debate sobre parentes de magistrados atuando na advocacia

Mulher de Gilmar Mendes atua em escritório que defende Eike

Ao menos 7 dos 11 ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) têm parentes que são donos, administradores ou que atuam em escritórios de advocacia. O assunto esquentou após Rodrigo Janot pedir saída de Gilmar Mendes do caso Eike Batista. A mulher do ministro trabalha no escritório de Sérgio Bermudes, que defende o empresário.

Ter 1 parente atuando em escritório não significa que os magistrados devam necessariamente se declarar impedidos de atuar nos processos. Só ficam de fora dessa lista Cármen Lúcia, Celso de Mello, Rosa Weber e Luiz Fux.

OS CASOS

O Poder360 preparou 1 levantamento sobre cada caso:

Ricardo Lewandowski – o filho do ministro, Enrique de Abreu Lewandowski, é advogado do escritório Tauil & Chequer Advogados. Cadastro na Receita Federal mostra que a empresa está ativa.

Alexandre de Moraes – a mulher, Viviane Barci de Moraes, é sócia da Barci de Moraes Sociedade de Advogados. A empresa está ativa.

Edson Fachin – a filha do ministro, Melina Girardi Fachin, é sócia do escritório Fachin Advogados Associados. Marcos Alberto Rocha Gonçalves, casado com Melina, também consta no quadro societário como sócio-administrador. A empresa está ativa.

Dias Toffoli– a mulher do ministro é dona do escritório Rangel Advocacia. A empresa está ativa. Roberta Maria Rangel é a única a constar no quadro societário do escritório;

Luís Roberto Barroso – sobrinho atua no escritório Barroso Fontelles, Barcellos, Mendonça & Associados. Consta como 1 dos sócios. O pai do ministro, Roberto Bernardes Barroso, também consta no quadro societário do escritório. Empresa está ativa.

Gilmar Mendes – a mulher, Guiomar Mendes, atua no escritório de Sérgio Bermudes, que presta serviços ao empresário Eike Batista. O ministro disse que não pretende se declarar impedido embora atue em pedido de habeas corpus apresentado pela defesa de Eike.

Marco Aurélio Mello– sobrinha do ministro, Paula Mello, também atua no escritório de Sérgio Bermudes. Nesta semana, Marco Aurélio declarou-se impedido de julgar ações em que o escritório é parte interessada. A filha do ministro, Letícia de Santis Mello, foi nomeada por Dilma Rousseff em março de 2014 para o TRF da 2ª Região.

O CASO FUX

A filha do ministro, Marianna Fux, também trabalhou no escritório de Sérgio Bermudes. No período em que atuou, o pai chegou a votar em ao menos 6 casos em que o escritório era interessado. Marianna foi nomeada ao Tribunal de Justiça do Rio no ano passado. Em 2013, o STF comunicou que a participação de Fux nas ações decorreu de falha no sistema da Corte. Leia a íntegra da nota.

PUBLICADO PELO BLOG ” PODER 360″ ( BRASIL)

__

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s