AUMENTO DE IMPOSTOS NÃO COMBINA COM FRAGILIDADE POLÍTICA

Henriq-Meirelles-12-696x480

Adiado para amanhã, o anúncio do aumento de impostos sobre a gasolina foi arrancado a fórceps do presidente Michel Temer pelo ministro Henrique Meireles e está preocupando muito a área política do governo. Seus integrantes consideram o momento inoportuno e não esperam compreensão nem de parte do empresariado e nem da mídia. O resultado disso poderá ser mais impopularidade – se é que é possível – e pressão sobre o Congresso. Traduzindo: mais dificuldades no plenário da Câmara para rejeitar a denúncia do PGR contra Temer.

Hoje a estratégia do Planalto é fazer todos os esforços para votar o assunto já no dia 2, pois suas contas indicam que a oposição não tem os 342 votos necessários. Não há garantia, porém, de que essa situação favorável perdure por muito tempo, já que a delação premiada do doleiro Lucio Funaro pode ser homologada no início de agosto também. Aumentar impostos agora, e comprar briga com a opinião pública e parte do empresariado pode não ser a melhor maneira de assegurar uma vitória no plenário da Câmara.

HELENA CHAGAS “BLOG OS DIVERGENTES”( BRASIL)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s